Notícias

A quarta revolução industrial: Fabricação autônoma, customizável e flexível

É verdade: estamos agora no meio da quarta (!) Revolução industrial da sociedade, mas o que exatamente isso significa (e implica)? O estrategista de segurança global da Gigamon, Kevin Magee, explica as nuances da era atual, conhecida como “Indústrial 4.0”.

A primeira revolução industrial foi desencadeada pela invenção de máquinas à base de vapor que mecanizaram a mão-de-obra previamente manual e habilitaram escala incrível. Em seguida, a eletricidade permitiu a linha de montagem e, juntamente com ela, o aumento da produção em massa. O terceiro grande avanço industrial foi trazido pela invenção dos computadores, o que permitiu a automação de robôs e máquinas que poderiam ser integradas em linhas de montagem para melhorar ou, em alguns casos, substituir trabalhadores humanos.

Industry_4.0

Hoje, a fabricação está evoluindo a partir do modelo e da mentalidade que orientaram as três revoluções industriais anteriores, que se concentraram na centralização e produção em massa para alcançar economias de escala, a uma baseada em customização em massa e flexibilidade com a produção real de bens localizados tão perto dos centros da demanda possível.

Continue lendo (ENGLISH).