Notícias

Gerente da Servix arrepia na Motovelocidade

Felipe Oliveira, gerente de pós-venda da Servix, iniciou a sua trajetória em pistas (autódromos e kartódromos) no final de 2017. “Os primeiros treinos se deram com uma Triumph Thruxton 900, moto no estilo Cafe Racer. Após uns 6 meses, por conta da evolução e das limitações da minha moto, optei por montar uma Yamaha YZF R3, para a pista”, explica Oliveira.

TEM_2019 (8)

A partir daí a evolução foi aumentando, e as oportunidades também. “Passei por um período como instrutor de pilotagem na Stucker Racing, e na sequência comecei a participar de campeonatos amadores. Participei de duas etapas na JT72 CUP, na categoria Speed PRO, onde consegui uma vitória e uma terceira colocação nas corridas. Após essa experiência, minha vontade de competir só aumentou”, acrescenta Oliveira.

“Para esse ano, meu planejamento está em torno do T.E.M. (Torneio das Escolas de Motovelocidade) onde a novidade é a homologação das duas federações, Paulista (FPM) e Carioca (SUMERJ), com o campeonato sendo válido para o Paulista de 2019”, explica o piloto.

“Na primeira etapa que, ocorreu nesse final de semana, consegui um P1 na categoria T300, onde o grid é misto, ou seja, correm as motos de 250cc, 300cc e 500cc todas juntas com premiação separada ao final da corrida. No treino de sábado não consegui fazer um bom tempo e me qualifiquei para largar em 10°, porém, na corrida alcancei a 5º posição no geral e 1º na minha categoria”, complementa Oliveira.

“Agora teremos mais 5 etapas até julho de 2019 para buscar uma boa pontuação e o Campeonato Paulista de MotoVelocidade de 2019, na categoria T300”, conclui o piloto, que recebe o apoio da Servix.