Cases

Otimização da área de TI traz mais agilidade ao TJSP e permite a criação de novos serviços

Com as soluções implementadas pela Servix, o Tribunal de Justiça de São Paulo reduziu custos e elevou significativamente o nível de qualidade considerando os serviços prestados ao público

 A Servix tem um longo histórico de colaboração e serviços prestados ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). Durante os últimos cinco anos, a área de TI da instituição passou por mudanças muito radicais para atender aos usuários com mais agilidade e qualidade e a Servix é o parceiro tecnológico que vem apoiando o desenvolvimento do TJSP nesse processo.

O primeiro projeto começou em 2009, com a aquisição do Zeus (atualmente conhecido como Stingray), solução da Riverbed que serve para gerenciar e otimizar o tráfego (balanceamento de carga) dos sistemas do TJSP. Em 2011, a Servix e o TJSP deram início a mais uma iniciativa, agora para acelerar os links WAN com o Steelhead, outro produto da Riverbed, que está em processo de implantação com 50% dos equipamentos instalados.

“As soluções atingem diretamente os serviços do TJSP e melhoram a infraestrutura na prestação do serviço público”, afirma Adriano Breviglieri, coordenador da área de redes e infraestrutura do TJSP. “Atualmente, o TJSP é responsável por 53% de todos os processos jurídicos do País (em tribunais estaduais), fazer que isso tudo seja rápido é o nosso grande objetivo hoje, porque as pessoas entram com demandas, são 19 milhões de processos ativos hoje, e quando elas não têm uma resposta, seja positiva ou negativa, fica a impressão de que a justiça não funciona. Trabalhamos para evitar isso e causar a impressão oposta”, explica Breviglieri.

A informatização do TJSP trouxe inúmeros ganhos para a população, como por exemplo, a facilidade de acesso à justiça por meio do início e acompanhamento dos processos eletrônicos via Portal do TJSP.

Com o processo digital, presente em 40% do TJSP até o momento e projeção para digitalização total até o fim de 2014, os interessados podem ter acesso a todo o conteúdo do processo jurídico, trazendo maior transparência e confiança ao processo. “Assim, a população começa a ter a noção de justiça justa, ainda que não lhe seja favorável determinada decisão, mas prevalece a sensação de que as coisas realmente acontecem”, acrescenta Breviglieri.

Os públicos (clientes) do TJSP podem ser classificados em interno e externo. “O público externo é formado por toda a população do Estado de São Paulo, possíveis demandantes de outros Estados brasileiros ou de outros países que possuam interesses em São Paulo. Como exemplo, podemos citar os quase 124 mil advogados registrados somente no município de São Paulo. Todos estes interessados têm acesso direto ao pleito de direitos jurídicos, pela internet, podendo pesquisá-los no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), que é como é chamado o Diário Oficial, com a publicação diária de 54 mil novas páginas, podendo ser acessadas as primeiras horas do dia seguinte”, diz o coordenador.

O público interno é composto por 63 mil funcionários e magistrados que interagem direta ou indiretamente nos andamentos processuais, serviços de RH (sistema e ponto biométrico), financeiro, gestão administrativa e outros. “O TJSP tem inúmeros contratos de TI, com diversos fornecedores e fabricantes diferentes, mas podemos afirmar que pouquíssimos têm uma relação de parceria como foi instituída entre a Servix e o TJSP. Para nós, parceiro é o fornecedor que entende bem os desafios da boa prestação do serviço público, não mede esforços em apoiar as ações do TJSP, ainda que não sejam obrigados contratualmente, acreditando na missão de levar justiça onde ela for provocada ou onde ela for necessária. A Servix faz exatamente isso”, conclui Breviglieri.